Formação Continuada da Escola APMF Recursos da Escola Clima Rádio Escolar Serviços Públicos de Apoio Escolar Notícias da Educação Notícias do Colégio Tarquínio em destaque Forum de Enquetes Educandos Boletim on line Fale Conosco Correio Elegante CELEM

Quantidade de Páginas visitadas

Soneto 1: VELHO TEMA

Só a leve esperança, em toda a vida,

disfarça a pena de viver, mais nada;

nem é mais a existência, resumida,

que uma grande esperança malograda.


O eterno sonho da alma desterrada,

sonho que a traz ansiosa e embevecida,

é uma hora feliz, sempre adiada,

e que não chega nunca em toda vida.


Essa felicidade que supomos,

árvore milagrosa que sonhamos

toda arreada de dourados pomos,


existe, sim; mas nós não a alcançamos,

porque está sempre apenas onde a pomos,

e nunca a pomos onde nós estamos.


Vicente de Carvalho

Soneto 2: DUAS ALMAS


Ó tu que vens de longe, ó tu que vens cansada,

Entra, e sob este teto encontrarás carinho:

Eu nunca fui amado, e vivo tão sozinho.

Vives sozinha sempre e nunca foste amada...


A neve anda a branquear lividamente a estrada,

E a minha alcova tem a tepidez de um ninho.

Entra, ao menos até que as curvas do caminho

Se banhem no esplendor nascente da alvorada.


E amanhã quando a luz do sol dourar radiosa

Essa estrada sem fim, deserta, horrenda e nua,

Podes partir de novo, ó nômade formosa!


Já não serei tão só, nem irás tão sozinha:

Há de ficar comigo uma saudade tua...

Hás de levar contigo uma saudade minha...


Alceu Wamosy





























Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito