Formação Continuada da Escola APMF Recursos da Escola Clima Rádio Escolar Serviços Públicos de Apoio Escolar Notícias da Educação Notícias do Colégio Tarquínio em destaque Forum de Enquetes Educandos Boletim on line Fale Conosco Correio Elegante CELEM

Quantidade de Páginas visitadas

História:
  • O Ano Novo passou a ser comemorado no dia 1° de janeiro à partir de 1582, quando as nações cristãs adotaram o calendário criado pelo papa Gregório VIII. Antes disso, festejava-se o recomeço do ciclo anual no período que equivale ao atual 23 de março (a comemoração durava 11 dias). Havia uma lógica para a escolha dessa data, feita pelos babilônios 2 mil anos antes da era cristã: o final de março coincide com o início da primavera no hemisfério norte (onde ficava a Babilônia), época em que novas safras são plantadas. Daí a idéia de recomeço. Foram os romanos que determinaram, aleatoriamente, que o Ano Novo deveria ser comemorado no dia 1° de janeiro.

  • O dia 1º de janeiro foi reconhecido como Dia do Ano Novo com a introdução do calendário gregoriano na França, Itália, Portugal e Espanha em 1582. calendário gregoriano é quase universal. Mesmo em alguns países não cristãos, ele foi adaptado às próprias tradições ou adotado apenas para uso civil, mantendo-se outro calendário para fins religiosos.

  • As promessas feitas na passagem de ano, tão comuns e tão descumpridas, não são uma tradição recente. Os babilônios já as faziam há 4 mil anos. Mas em vez de resolverem levar uma dieta a sério ou parar de fumar, eles juravam de pés juntos que, tão logo acabassem as festas, devolveriam equipamentos de agricultura que haviam sido emprestados por amigos.

  • A tradição de usar um bebê como símbolo do Ano Novo foi adotada pelos gregos por volta do ano 600 a.C. Eles desfilavam com um bebê dentro de um cesto para homenagear Dionísius, o deus do vinho. O ritual era a representação do espírito da fertilidade, pelo renascimento anual de Dionísius.

  • Foi na França, em 1885, que usou-se pela primeira vez a expressão "fim de século".

Feliz Ano Novo em várias línguas

Alemão

Glückliches Neues Jahr

Dinamarquês

Nytar

Espanhol

Feliz Año Nuevo

Francês

Heureuse Nouvelle Année

Inglês

Happy New Year

Italiano

Felice Nuovo Anno


Tradicões de Ano Novo no Mundo:

Países - A a L Áustria
Os austríacos têm o hábito de jogar chumbo derretido num copo com água no momento em que o relógio soa a zero hora de um novo ano. As figuras que surgem quando o chumbo esfria são guardadas pelas pessoas como um amuleto que irá ajudar na realização dos pedidos feitos na passagem do ano.

China
Na China, o Ano Novo é celebrado durante seis semanas entre os meses de janeiro e fevereiro. Tradicionalmente, nesse período os chineses fazem uma bela faxina em suas casas para espantar os maus espíritos e atrair boa sorte. Eles também costumam pagar todas as dívidas contraídas. Na noite da véspera do novo ano, todas as luzes ficam acesas para representar calor humano, amizade e reconciliação. À meia-noite, há uma grande queima de fogos. Os chineses acreditam que o barulho do foguetório espanta os espíritos indesejáveis.

Cingapura
As pessoas trocam tangerinas (símbolo de prosperidade) ou pacotes vermelhos de dinheiro. Os presentes são sempre em número par, para atrair sorte.

Colômbia
Os colombianos pegam uma mala e dão a volta em torno de suas casas, despedindo-se de todos que cruzam seu caminho. Isto atrai um ano de aventura.

Coréia
A população segue o calendário lunar. A virada é marcada com uma visita a parentes e vizinhos mais velhos. As pessoas se curvam diante deles, numa forma de expressar respeito aos seus ancestrais.

Dinamarca
Depois de uma ceia a base de peixes e batatas, os dinamarqueses aguardam ansiosamente pela meia-noite. Quando o relógio está prestes a soar as doze badaladas, todos na família sobem em cadeiras. Assim que dá meia-noite, pulam da cadeira para o novo ano e brindam com champanhe. Também é costume colocar um pote de arroz bem doce nos estábulos para os gnomos. Assim, evita-se que eles incomodem no ano seguinte.

Equador
Monta-se um boneco com fogos de artifício, que é aceso à meia-noite.

Escócia
Na Escócia, um dos costumes mais tradicionais da festa de Ano Novo (ou oge maidne ("nova manhã"), nome dado à festa por lá) é a de homens e mulheres que nunca se viram beijarem-se na boca. Some-se a isso o ainda mais tradicional hábito de beber uísque em toda e qualquer comemoração e está garantido um dos reveillons mais animados da Europa. Também há no país uma superstição sobre a primeira visita que se recebe no ano. Se for um homem moreno, ótimo. É um bom presságio. Se for um sujeito ruivo, a visita é considerada um mau agouro. Mas eles acreditam que azar mesmo terá aquele que abrir as portas para uma mulher.

Estados Unidos
Os norte-americanos passam a virada trajando preto. Eles também consomem na ceia de revéillon black-eyed peas, um grão parecido com o feijão.

França
Na França, as pessoas costumam preparar ostras e diversos outros frutos do mar para a ceia de Ano Novo.

Hungria
A ceia tem sempre carne de porco. Como o animal fuça para frente, acredita-se que, ao comê-lo, a vida seguirá na mesma direção.

Índia
Na Índia, existem mais de 12 calendários religiosos. No Norte, o ano começa a Festa de Dîwâlî, no outuno. Os indianos colocam luzes por todas as partes.

Inglaterra
Os ingleses usam as rolhas das garrafas de champanhe como amuletos. Eles furam a cortiça e colocam dentro dela uma moeda.

Israel
O Rosh Hashaná é comemorado com cabeça de peixe (demonstra o desejo de mundo melhor) e maçã e cenouras com mel (para tornar a vida mais doce) no cardápio das refeições.

Itália
As fitas verdes distribuídas na época trazem boa sorte.

Japão
No dia 31, é realizada a cerimônia Joya no kane. Uma pessoa, na ocasião, toca o tímbalo 108 vezes, que serve para expurgar os pecados e os desejos mundanos. Para cada badalada, se faz um desejo. A primeira refeição do novo ano inclui um pote de ozoni, sopa de cereais, bolinho de arroz e caldo feito com massa de soja.





























Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito